terça-feira, agosto 29, 2006

Acordou nua com o corpo como prova dos movimentos, dos sons ensurdecedores de dois corpos unidos pelo prazer. Quis abrir os olhos e ver a pessoa que estava deitada a seu lado. Quis ver quem ali estava e respirar de alívio. Não queria que o prazer que o seu corpo latejava fosse resultado de apenas um sonho. Queria não estar sozinha naquele dia. Queria falar ou apenas sorrir. Queria ali alguém, mesmo que soubesse que a realidade levaria essa pessoa horas mais tarde porque para si aquele seria o resultado esperado das suas saídas de sábado à noite. Uma noite de sexo nada mais que isso.

Abriu os olhos e olhou para o lado esquerdo da cama, os seus olhos abriram-se mais ao verem um corpo nu, um corpo bonito enfeitado com marcas de outro corpo, de outras mãos, dentes ansiosos por carne humana. Reparou nos cabelos curtos castanhos-claros com traços leves de vermelho, reparou na forma como aquela pessoa dormia. Gostou estranhamente, gostou. E naquele momento assaltou-a um instinto de ternura e quis abraçar aquele corpo anónimo, que lhe ponha vontades nas mãos, que lhe acelerava a sua respiração. Quis mas controlou-se porque tudo na sua pessoa era controlado. Era algo nato. Controlou-se, virando-se para o outro lado, vestiu-se calmamente sem mais nunca olhar para aquele corpo. Aceitou que aquele era o fim e saiu daquela casa que não era a sua.

8 comentários:

Åñäii§ disse...

O açucar dos corpos. O sal do destino. O agridoce do vazio.Um momento de vida.

Natalie Afonseca disse...

Oláaaaaaaa!!!Hehe!
POr aqui há sempre alguém que sai sem olhar para trás...:P

Beijinhos
:)

nenhum existe disse...

O Cacau, nunca ha continuacao nestes momentos de prazer?

Bad Lolita disse...

cacau gostei imenso. Alias achei curioso o facto de ela se vestir e ir embora, pq estava mesmo a pensar em escrever algo sobre isso.

gostei da passagem em que dizes que precisamos sempre de nos controlar. sabes, por vezes o nosso mal é nos controlarmos demasiado ou então nos descontrolarmos por completo... parece que nunca encontramos o meio termo.

Cris disse...

Ora aqui está o que eu chamo de uma oportunidade desperdiçada... :)
Um beijo

osimachina disse...

apreciei bastante a tua escrita! voltarei mais vezes! continua a escrever*

Simplesmente louco disse...

A melhor coisa na vida é amar; a segunda é ter alguém que nos ame; e a terceira é quando as duas acontecem ao mesmo tempo.
Desejo-te um bom fim-de-semana.
Um beijo.

AlmaAzul disse...

Definitivamente gosto do que escreves!

***azuis