quarta-feira, setembro 27, 2006

Regresso(te)

Entrego-me em raízes ao teu corpo, enquanto te rego com a língua as profundidades que escondemos de nós próprias. Solto-me quando me beijas a alma, devagarinho contrariando a intensidade do que vivemos. Sinto-te por dentro quando a tua respiração se prende ao meu ouvido e oiço-te em palavras que não dizemos.

Amanhã retomarei o nosso caminho e tudo fará sentido.

Tudo.

6 comentários:

Natalie Afonseca disse...

Uau!!
Depois do que me disseste, faz sentido o que escreves!!
Tá bonitinho!!
Não está lamechas, não senhora!!

Tem juízo!!
:PP
Bjs

Natalie Afonseca disse...

Uau!!
Depois do que me disseste, faz sentido o que escreves!!
Tá bonitinho!!
Não está lamechas, não senhora!!

Tem juízo!! Ou não!
:PP
Bjs

Natalie Afonseca disse...

Quando nos sentimos bem...
...regressamos sempre!! :))

Juízinho!!!
Not!!!!! :P

Beijinhos

Anónimo disse...

é bom regressar. aos outros e a nós...
beijinho :)

Menina_marota disse...

Quando o regresso nos faz feliz...

Um abraço carinhoso e bom fim de semana;)

Vânia disse...

Gostei muito destas tuas palavras...Não sei se talvez pq neste momento me identifico com esses sentimentos...mas gostei muito..Aliás..tenho gostado do blog..
Keep posting!
:=)