sexta-feira, outubro 13, 2006

Tu – minha Mulher.

Eu – tua Menina-Mulher.

Somos-nos
Reconhecemo-nos
Inteiramo-nos
Abrimo-nos
Assumimo-nos
Alimentamo-nos
Possuímo-nos
Invadimo-nos
Quebrámo-nos

Tu singular, na minha pluralidade.
Eu certeza, nos teus medos.

Duas. Sempre Duas.

Sexta-feira 13 – Um dos nossos dias. Por dentro de todos os outros que ainda não iniciámo-nos.

Os teus olhos abrem-se
No silêncio
Do que sentimos.

E as madrugadas são os beijos que nos fecham do que nos atinge.

Brindemos à indefinição, a que demos um nome, no último suspiro de um orgasmo.

(Lê-o nos meus lábios)

4 comentários:

Natalie Afonseca disse...

Olá!!!
UI! Como ela anda apaixonada!!!
Hehe!!
Boa!

Beijinhos
:))))

Quando somos 2....gostamo-nos tanto que ficamos num 1!! :P

Cris disse...

É só amor por aqui :)
Gosto de te ver feliz,
um beijo

Åñäii§ disse...

É Amor...
É Cumplicidade
É entrega
Beijo

musalia disse...

muitas sextas, dia 13 para quem tanto se ama :)

beijos.