quarta-feira, setembro 08, 2004

Queria escrever-te
sob a minha pele
ser em orgasmo
o teu poema

A palavra que so tu ouves
quando me prendes contra ti
e me beijas o coração

Sermos juntas
o sentido único
da poesia.

2 comentários:

Anónimo disse...

É intenso o pulsar da tua poesia... :)
sotavento

Irina disse...

O teu poema é muito intenso.
Gosto muito dos teus poemas. :)