terça-feira, setembro 20, 2005

V

Passaram três anos desde que ela partiu deixando apenas um bilhete. Desde então nunca mais nos vimos, sei que se mudou para o norte e com ela levou a vida que tivemos em comum. Dizem que está bem. Nestes três anos inventei um final diferente para nós, emoldurei o bilhete, queimei os nossos lençóis, pintei as paredes de casa de vermelho, deixei a sala vazia apenas com almofadas no chão e deixei-me ficar por casa durante um mês. No espelho do nosso quarto, escrevi o nome dela a batom preto, e na parede colei todas as cartas que me escreveu. Parti-lhe todos os cds, deitei os livros fora e construí em mim outra pessoa. Outra mulher. Vesti-me de cores e saí à rua.
Passaram três anos desde que ela foi embora.
Passaram três anos desde que morri.
Passaram três anos desde que alguém tocou no meu coração e fez do meu corpo seu território.

Hoje faz três anos, e tudo mudou: limpei o espelho, descolei os papéis, pintei as paredes de branco, enchi a sala com coisas novas, vesti-me de presente e comprei lençóis de cetim. Hoje o mundo nasceu em mim quando aquela mão tocou na minha e o seu sorriso alcançou-me e trouxe-me de volta a um azul de céu já esquecido e arrumado na memória. Hoje senti-me beijada de emoção. Será?

5 comentários:

blank disse...

Lindo....como todos os outros..
Jinhos

Scorpio_Angel disse...

Ceus! Não pares de escrever.

Me, Myself and I disse...

Amei! É impossível não se ficar comovid@ com tais palavras... Chego até a relembrar certas passagens de minha vida que se assemelham a estas nalguns pontos...:(
Bjocas.

soldeinverno disse...

é demasiado belo...

jinhuz


;)

whitesatin disse...

Deixa-me sublinhar a Scorpio: Nunca pares de escrever!! ...e de sentir...
bj grande :)