sábado, outubro 13, 2007

Poderia ter sido uma história de amor com final feliz.

Lembro-me que apesar de ter tipo oportunidade para estar com outras pessoas e até de me envolver fisicamente e/ou emocionalmente, nunca o fiz. Existia sempre um qualquer impedimento. Algo que não me deixava avançar mais. Houve uma altura em que o queria muito fazer. Precisava, até. Mas fiquei quieta. Esse algo que sempre me impediu era o amor. É o amor. Ao contrário de ti, nunca quis, nunca lutei contra esse sentimento. Não foi ele que me desiludiu. Foi a relação, a turbulência diária, patética e que estupidamente sempre soubemos criar e perdurar. O amor vive livre em mim. O amor. Quiseste-o fora de ti, tantas vezes disseste que te fazia mal, que eu te fazia mal e comigo vinha tudo, não é? E agora eu nada valo, como ontem disseste.

É fácil depreender o quanto somos diferentes. Demasiado fácil, agora.
O que tu tanto te esforçaste para acabar eu sempre quis preservar. O que tanto te doía e fazia mal, a mim abraçou-me em muitas noites que não estavas presente. Sim, muito diferentes. Nós.

O momento de partir chegou primeiro para ti. E agora sou eu que, passo a passo, volto a mim, à vida, ao esquecer de uma desilusão, ao esquecer do amor. Já não faz sentido guardá-lo, pois é?



Vai e o que não foste comigo.

5 comentários:

TL disse...

shiu...

as minhas palavras pedem-te paz, futuro e serenidade, aceita-las?

:)

chavela disse...

tudo o que diga agora vai ter son a topico, so que...muitos topicos, frases feitas -daquelas que enjoam so de ouvir- sao fodidamente verdadeiras." El tiempo todo lo cura". E feio, e horrivel, nao presta, e terrivelmente universal...mas e verdade... Na gaveta isto vai ficar guardado com as tuas palavras. Escolhe bem a maneira de te contar esta historia, era bom que fosses justa contigo. Lembra te de por por ali alguns adjectivos lindos...E lembra te do sorriso e da indulgencia para contigo.
Muitos beijos e forca,

chavela.

nameless disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
Anónimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
Anónimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.