quarta-feira, julho 30, 2008

Seria nesta altura que eu gostaria de nunca ter deixado de acreditar em fairy tales. E talvez não acharia muito sádico passar uma madrugada a ver os filmes e desenhos animados que tentam ensinar os mais pequenos a acreditar que o amor vence tudo.

Se eu fosse no agora uma criança e alguém me dissesse que o amor, por vezes, não tem o que é preciso para vencer as batalhas, o mais certo seria eu responder muito revoltada:

- Ah pois claro que vence tudo! O amor é tão bom como é que pode ser derrotado? Não pode não! Vence e acabou!

Nestes dias de hoje, eu já não sou uma criança e, de facto, o amor não vence coisa nenhuma.

Tenho dito.

2 comentários:

Papoilas de Abril disse...

Não podemos abrir uma porta trancada sem possuir a chave,a não ser que a arrombemos,o que provocará sérios danos em sua estrutura.Para abrir uma porta é necessário ter a chave correta e saber usá-la adequadamente.
Com o amor acontece a mesma coisa.

Narcisa disse...

lol Right.

As chaves que eu preciso já não se fabricam.

Mas obrigada pelo conselho ou lá o que isso é.