terça-feira, setembro 16, 2008

4 anos.

Faz hoje quatro anos.

Ainda me recordo da dor no peito. Ainda tenho na minha cabeça tudo o que nunca te cheguei a dizer.

Não existe forma de te substituir. Porque o amor não se substitui. Nem a presença. Porque quando se ama não existe fim escrito em parte alguma. Não existe um penso que se cole na ferida alojada no coração. É uma ferida para sempre aberta.


(Lembro-me agora que já não sei como é que se toleram as saudades)

4 comentários:

AlmaAzul disse...

(...não existe "Como"...)


***Azuis

Moon_Lady disse...

Sou sincera, nem me lembrei.

Narcisa disse...

Almaazul,

Espero-te bem.

Um beijinho.

Moon_lady,

Priminha e a nossa pulseira? A mãe disse que ia tentar encontrar uma nova.. snif.

Eu e as datas não temos uma relação muito próxima.

A mãe é que me enviou sms de manhã a dizer. Suspiro.

Saudades tuas, futura sra. dra. :P

relatosdeumruivo disse...

Esse sentimento é tão triste... Mas é bom sentirmos que não somos os únicos a ser invadidos por ele. Obrigado, por isso.
:)