sexta-feira, fevereiro 11, 2005

Passeio com a ponta dos dedos
nesse teu corpo deitado
que responde em gestos
ao toque apaixonado
do meu olhar
quando em amor
me perco em te descobrir

Sorris em alegria,
puxas-me para ti
porque só assim faz sentido
os nossos corpos juntos
no lume do que sentimos.

Amor,
quando te vejo em noites
somos só uma
e respirámos apenas
por um coração.

20 comentários:

lique disse...

Olá Cacau, depois de ter vindo espreitar, a visita e comentário por direito próprio. A tua poesia revela uma maturidade que é difícil de adivinhar na tua idade. Muito belos,os teus poemas. Bweijinhos

Litostive disse...

Ai, eu já nem sei o que te dizer Cacau...
Lindo, como sempre.
Um beijinho =)

Menina_marota disse...

Lindo o teu poema. Gostei. Um beijo :-)

pipetobacco disse...

{ ... naufrago em ilhas nunca antes visitadas [e gostando] © de[mente] ... }

Daniel Aladiah disse...

Querida Cacau
O amor atravessa todas as fronteiras, até a do sexo. Parabéns pelo teu blog.
Um beijo
Daniel

Anónimo disse...

Um poema especial. Um poema particularmente delicado, particularmente envolvente, particularmente profundo.
Uma imensidão de sentimentos que se vislumbram numa síntese de coração perfeita.

Beijokas :)

Sandra
(http://www.void.weblog.com.pt)

sotavento disse...

Gosto desse começo na ponta dos dedos que se estende até ao coração... :)

Estrela do mar disse...

...eu gosto de ler poemas de amor...e este está lindo!...

Tem uma boa semana.
Um beijinho*.

Mónica disse...

Adorei o poema ,mas gostei particularmente da forma como ele começa. Beijokas***

Vera Cymbron disse...

Hoje o teu poema caiu mesmo como uma luva!
Obrigada.
Jinhos

Gaivota disse...

Já tenho saudades das contas erradas em que um mais um são sempre um...
tenho saudades das cançoes compassadas que os corações ritmavam ao som do amor.

Esta tão frio, e não é de ser inverno...

Cacau, ainda bem que por ai só se ouve um coração, ainda bem que a sintonia dos corpos se une a sintonia das almas. Ainda bem que respiram o mesmo ar e se embalam nas mesmas canções, com os mesmos sorrisos...

Beijo*

soldeinverno disse...

adorei... volto sempre...

Tangas disse...

ena, que romântico... já nem me alembrava que isso existia assim ;)

Anónimo disse...

O poema é lindo e o seu significado ainda mais!

Adorei!!!

Beijos ***

("Miúda Gira")

Kwan disse...

Ola. Desculpa a forma pouco ortodoxa, mas nao encontrei um email para enviar. Podias-me explicar como colocaste a musica na barra lateral em "Sounds"? E é um link para um ficheiro algures na net?
kwanblog@netcabo.pt
(se calhar é melhor apagaraes este coment)

fairy_morgaine disse...

faço-te uma vénia cacau.

soldeinverno disse...

estás desaparecida... volto sempre para te ler... espero ver-te por cá...

DrEaMaKeR disse...

Lindo Cacau, como sempre. És das poucas pessoas que gosto de ler em verso branco, fica sempre divinal =)
Beijinho amiga

..::Lissinha::.. disse...

lindo...os teus poemas são realmente bonitos!****************

Poemas de amor e dor disse...

Pois é…a poesia aqui tão perto. Gostei muito
Rogério