quinta-feira, maio 19, 2005

Eu sei que não deveria estar a fazer isto...
mas hoje...
hoje foi uma daquelas noites em que o olhar rasga o ceu, em que o sentir abre caminho entre as estrelas e em que o pensar dá as mãos ao negro da escuridão e viajam...
tudo flui, tudo tem o seu caminho...

Afilhada aqui te deixo isto... tão somente isto...sobejamente ouvida, sobejamente sentida, sobejamente e penosamente conhecida musica da vida...


Oh..
can't anybody see,
We've got a war to fight,
Never find our way,
Regardless of what they say.

How can it feel, this wrong,
From this moment,
How can it feel, this wrong.

Storm,
In the morning light,
I feel,No more can I say,
i´m Frozen to myself.

I got nobody on my side,
And surely that ain't right,
Surely that ain't right.

Oh,
can't anybody see,
We've got a war to fight,
Never found our way,
Regardless of what they say.

How can it feel,
this wrong,
From this moment,
How can it feel, this wrong.

How can it feel this wrong,
From this moment,
How can it feel, this wrong.

Oh,
can't anybody see,
We've got a war to fight,
Never found our way,
Regardless of what they say.

How can it feel,
this wrong,
From this moment,
How can it feel, this wrong.

Roads by Portishead


p.s - eu sei ... eu sei... que raio de musica para se ter como uma das musicas mais marcantes da vida... (encolho os ombros e retiro-me...)

Um beijo Cacau..

Alexandra@Aka madrinha má da Cacau


3 comentários:

Vera Cymbron disse...

Que raio de música?! Um música fantástica diria eu...só um toino não percebe o quanto ela é grande.
Jinhos às duas.

AlmaAzul disse...

Bem que podia ser a minha...
"double" ***azuis

XSGIRL disse...

ola moranguinha!!!que gira que é a musica...espero que estejas bem.finalmente visitei as tuas memórias e isto tá fantástico,vou precisar de muito tempo para ler o que me é familiar como sabes!beijinhos e...até um dia...