quinta-feira, dezembro 21, 2006

Tu.

“Suga-me este desejo que se me entranhou no sexo, esta vontade de ser possuída por ti que me alimenta a alma. Prende-me o corpo contra a parede da imoralidade e, entra dentro deste mundo que é teu. Profundamente teu.” – Sms enviada a 21-12-06








E as saudades apertam-me. Derrubam-me os sorrisos. Angustiam-me. Rasgam-me. Enlouquecem-me. Fazem-me tremer à noite. Entristecem-me quando acordo durante a noite e tu não estás. E a cama não é a minha. E a almofada não é a minha. E falta-me o teu cheiro. A intensidade dos teus beijos. O enternecer do teu abraço. O quente do teu corpo. O teu brilho. O teu riso contagiante. Advinhar-te os olhos e saber que sou a Tua Mulher, a Tua Casa, o Teu Mundo, a Tua melhor Descoberta. O desejo que se espelha nos nossos corpos quando nos fechamos uma na outra.


Faltas-me tu que és Vida e Felicidade.
Que és O Amor

5 comentários:

MalucaResponsavel disse...

Feliz Natal... e porta-te mal. E para 2007, porta-te ainda pior... Boas Festas. Maluca Responsável - ah, adrei este artigo... mt quente e com este friozinho... :)

Mar da Lua disse...

As saudades matam-se com a lembrança da constância...

Boas Festas às duas e espero que tenhas feito boa viagem.

Um beijo

musalia disse...

boas Festas para as duas e um novo ano cheio de todo o amor :)

bjs.

Thiago disse...

Este vosso amor avassalador é lindo...

relatosdeumruivo disse...

Tinha saudades de te ler...
Saudades que matam...
:)